Arquivo

Archive for the ‘Distrito Federal’ Category

Metroviários iniciam nesta segunda-feira greve por tempo indeterminado

Os metroviários do Distrito Federal iniciam, nesta segunda-feira (15/3), uma greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada após reunião de representantes do sindicato da categoria (Sindmetrô-DF) com o secretário de Fazenda do DF, André Clemente, e o coordenador de Assuntos Sindicais do GDF, Ilair Tumelero, no último sábado no Palácio do Buriti. A paralisação deve afetar pelo menos 150 mil brasilienses, que dependem do meio de transporte diariamente.

Os grevistas fizeram uma lista com 77 reivindicações, desde renovação e aumento da frota de trens até reajuste salarial de 120%. O índice se refere a perdas salariais desde 1998. Os metroviários estão em estado de greve há uma semana. Na noite de ontem, na Praça do Relógio, em Taguatinga, houve uma assembleia para comunicar à categoria que as negociações não avançaram.

O GDF considera absurdo o reajuste exigido pelos metroviários. E entrou com uma ação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na última quarta-feira, declarando a greve abusiva. Em 2006, a categoria recebeu um reajuste salarial de 64%. Mas acabou negado pelo desembargador Ricardo Machado, vice-presidente do TRT da 10ª Região.

O Sindmetrô-DF pede, por exemplo, que os salários dos agentes de segurança, os mais baixos da categoria, sejam reajustados de R$ 2.190 para R$ 6.806. Já o dos controladores de trem, de R$ 4.291 para R$ 10.661. O GDF ofereceu 5% de reajuste baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2009, além de aumentos nos auxílios-alimentação e creche e nos planos de saúde (leia quadro).

A proposta não agradou. “Não podemos mais ver o Metrô da capital do país perdendo tantos funcionários em decorrência dos baixos salários”, reclamou o coordenador-geral do Sindmetrô-DF, Solano Teodoro. Segundo o sindicato, de janeiro de 2008 a dezembro de 2009, 358 funcionários concursados saíram da empresa.

“Nossa proposta parece insignificante, mas apresentamos um reajuste consistente e dentro dos limites orçamentários”, ponderou Tumelero. Ele disse que, baseado na Lei de Greve (nº 7783/89), os grevistas terão os pontos cortados.

Apoiadíssimo! Sou usuário do transporte público, e a população tem que cobrar do governo. Como se não bastasse todos os problemas enfrentados pelos funcionários e usuários do metrô, a terceirização (mão de obra barata) está chegando aos poucos. Daqui a pouco iremos trabalhar por 10 centavos a hora…

Categorias:Distrito Federal Tags:,

Transporte público em Brasília

Quem precisa pegar ônibus na capital federal conhece a realidade. Muita espera, ônibus lotados, motoristas despreparados, carros velhos, barulhentos…

Para minha sorte a W3 norte é esquecida. Trabalho lá e só tenho uma opção de linha, que sai a cada 40 minutos. Ou deveria, porque parece que os motoristas jogam cara ou coroa antes de sair: dependendo do resultado eu vou buscar esses filhos da puta. Além disso, essa única linha passa pela EPTG. Isso significa que o percurso que faço de carro em 30 minutos se não tiver trânsito levará no quase uma hora e meia, se não tiver trânsito. Pelo menos dá pra xingar o governador quando passar em frente à residência oficial. Pena que ele não vai ouvir.

Pois bem, hoje saí de casa na mesma hora que o ônibus estava saindo, supostamente. Não pude sair mais cedo. Eu podia mas estava ocupado. Tá bom eu assumo, estava jogando Colheita Feliz. Enfim, como sabia que tinha perdido o ônibus, pensei em ir para o centro de Taguatinga, afinal no centro terei muito mais opções.

É nessas horas que vejo como o universo conspira contra mim. Quando quero ir para o plano, só passa ônibus para o centro ou para Santa Maria. Quando quero ir para o centro não passa nada. Acho que espalharam observadores nas paradas para me sacanear: “ele chegou, cancelem as saídas!”.

Depois de alguns minutos de espera, peguei o primeiro que ia para o centro. Até que não demorou. Quando cheguei lá pensei “oba, logo passa um para a W3”. Esqueci da conspiração, não passou nenhum. Para a sul foram vários, mas para a norte…

Fiquei muito tempo esperando, enfim aparece um que vai para a W3 norte. Mas… É o mesmo que sempre pego! Poderia ter esperado ele que daria no mesmo. Seria até melhor, caso não tivesse ido para o centro teria pego o ônibus vazio e não escreveria esse texto em pé no ônibus lotado.

Com isso vou sair do trabalho só depois das oito, horário que tem menos ônibus circulando. Me desejem boa sorte na volta. Talvez chegue em casa ainda hoje.

Panetones na caixa de Pandora

Estava com esse post nos rascunhos desde o dia 30…

Confira a íntegra da defesa do governo do DF:

Ainda perplexos pelo ato de torpe vilania de que fomos vítimas por parte de alguém que, até recentemente, se mostrava um colaborador, vimos externar à população do Distrito Federal nossa indignação pela trama de que estamos sendo vítimas, engendrada por adversários políticos, valendo-se de pessoa que, à busca das benesses da delação premiada, por atos que praticou nos 8 anos do Governo anterior, urdiu, de forma capciosa e premeditada, versão mentirosa dos fatos para tentar manchar o trabalho sério e bem sucedido que tem sido feito pela nossa administração.

Queremos dizer que estamos tranqüilos, porque sabemos de nossa inocência, e confiamos no sereno e isento trabalho da Justiça de nosso país, onde a verdade sempre acaba se afirmando.

Repelimos os açodados juízos que, muito mais que atingir o princípio constitucional da presunção de inocência, colocam em risco a soberania da verdade democrática.

Arruda, você tem razão. A verdade sempre acaba se afirmando. Como no caso do painel do senado.

http://veja.abril.com.br/150709/ele-deu-volta-cima-p-015.shtml

http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2009/07/26/como-veja-seleciona-entrevistados/

Como comentaram no Twitter, agora Arruda está comendo o panetone que o diabo amassou.

Arruda desiste de criar Companhia Metropolitana de Trânsito

É…

eujasabia

Essa companhia foi só uma resposta após o acidente na ponte JK. Pressionado pelos órgãos de imprensa, o nosso “querido” governador cogitou a criação dessa companhia apenas para dizer que iria fazer alguma coisa. Dois anos depois, ele vem dizer que desistiu e quer investir no Detran… Ah, faça me um favor! Se não tem o que falar, fique calado!